Walberto Souza | Cirurgia minimamente invasiva em Pediatria
16169
post-template-default,single,single-post,postid-16169,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,vertical_menu_enabled,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Cirurgia minimamente invasiva em Pediatria

Cirurgia minimamente invasiva em Pediatria

A Cirurgia Minimamente Invasiva (MIS, abreviatura para Minimally Invasive Surgery) é um método no qual há a utilização de material específico(intrumentos cirúgicos, dispositivos e câmeras) que permitem ao cirurgião pediátrico realizar as cirurgias através da parede abdominal, método chamado de videolaparoscopia, ou através da parede torácica, chamado de cirurgia videotoracoscópica, utilizando pequenas incisões, em vez das tradicionais incisões maiores, através das quais os instrumentos são introduzidos nos pacientes e com os quais as cirurgias são realizadas.

Com isso, consegue-se uma melhora estética (cicatrizes menores) e menor dor no período pós-operatório, facilitando a recuperação do paciente. 

Apendicectomia por video-laparoscopia

 

Em qualquer procedimento cirúrgico (independente da via de acesso empregada), há sempre variáveis e limitações individuais (da equipe médica e dos pacientes) e dos equipamentos, de tal maneira que, mesmo sendo minimizado, ainda existe o risco de complicações.

Uma equipe bem treinada e capacitada para a realização de tais procedimentos e a disponibilidade de instrumentos e tecnologia específicos para crianças é o que faz toda a diferença nestes casos. Treinamentos especiais em tecidos animais ou simuladores são essenciais para a adequada qualificação da equipe cirúrgica.

 

Dr Walberto em treinamento em modelo animal durante congresso do IPEG(Grupo Internacional de Cirurgia Endoscópica Pediátrica), realizado no Chile, de 20-22 de março de 2019 , para capacitação em cirurgia minimamente invasiva em recém-nascidos.

Principais procedimentos de MIS:

Vídeo laparoscopicos:

  • Cirurgias ovarianas;
  • Testiculo não Palpavel;
  • Cálculo da Vesícula Biliar;
  • Refluxo Gastro-esofágico;
  • Dor abdominal Crônica

 

Vídeo toracoscopicos:

 

  • Malformações Pulmonares;
  • Hiperidrose Palmar (excesso sudorese das mãos).

Agende uma consulta conosco e venha esclarecer suas dúvidas!

www.walbertosouza.com.br