Walberto Souza | Hiperidrose, é normal meu filho (a) suar tanto nas mãos?
15801
post-template-default,single,single-post,postid-15801,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,vertical_menu_enabled,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Hiperidrose, é normal meu filho (a) suar tanto nas mãos?

Hiperidrose, é normal meu filho (a) suar tanto nas mãos?

Hiperidrose, é normal meu filho (a) suar tanto nas mãos?

A Hiperidrose tem como característica um suor excessivo que afeta 1% da população Brasileira. É uma doença definida como primária ou segundaria tendo como base o hipertiroidismo, menopausa ou obesidade.

 

O descontrole na produção das glândulas da sudorese, leva à uma produção de suor excessivo, tendo como principais pontos afetados: as palmas das mãos, superfície dos pés, axilas, face e couro cabeludo.

Existem trabalhos científicos que associam a hiperidrose como uma doença genética, pois 65% dos pacientes analisados tem algum caso na família com o mesmo problema. Existe uma predominância nos casos de hiperidrose em mulheres e geralmente aparece entre os 6 e 16 anos.

Existem vários tratamentos para a hiperidrose primária entre eles podemos citar: uso de medicação oral anti-colinérgica, aplicação tópica de sais de alumínio, tratamentos psicológicos e uso de ansiolíticos. Entre os tratamentos cirúrgicos está a aplicação tópica de toxina botulínica (Botox) e a simpatectomia torácica e lombar.

Simpatectomia Torácica Bilateral é indica em casos de hiperidrose palmar, axilar e também em casos mais graves onde esteja afetando a qualidade de vida do paciente.

A cirurgia é realizada com anestesia geral, sendo realizada pequenas incisões no tórax através da videocirurgia e o paciente já recebe alta no dia seguinte da realização da cirurgia.

O resultado é imediato e o paciente sai do centro cirúrgico com suas mãos aquecidas e secas.

No pós-operatório é necessário o uso de hidratantes além das orientações que o seu médico vai lhe passar.

Diante disto podemos então concluir que a simpatectomia videotoracoscópica é um método seguro para tratamento da hiperidrose primária grave onde se afeta a qualidade de vida de adolescentes e jovens adultos.

Procure sempre orientações do cirurgião pediátrico para possíveis dúvidas e esclarecimentos sobre a doença, cirúrgico e seus riscos.